Esse texto pertence a PAIVINHA, sendo que ninguém mais pode deletá-lo.
        Caso você seja paivinha e queira apagar EM DEFINITIVO o texto, digite sua senha para confirmar a exclusão e clique no botão excluir.

Se você preferir, você pode clicar no número de ordem do texto selecionado e editá-lo, pois a exclusão não poderá ser revertida.

92 -
________________________________________



O CORAÇÃO
O que sai de um bom coração, é amor e bem querer
Existem tantas coisas ao nosso redor e ninguém vê,
O sentido da vida está na caridade, no sentido de viver;
Nascer é começar uma vida, boa ou má, não sei dizer.

Quero viver tranqüilo como um aprendiz, inocente e feliz,
O coração palpita e grita: reflita, a noite é o grande ensejo;
Para que eu possa acelerar esquentar e enfartar de desejo,
De amor, de carícias, que promovam um gozo geratriz.

De mais vida, mais amor, mais interação e ternura.
O mundo é um grande e belo livro para quem saber ler;
O coração uma grande válvula, mas ninguém sabe reconhecer
O desejo é a própria essência do homem, nele está o viver

Em paz, feliz, amando, sonhando, contando com a sorte
Jamais desejar que os impulsos maltratem e venha a morte.
O coração tem seus desejos afins, maltratá-lo será desviar o norte
Em direção contrária à natureza, dá a tristeza o nome de sorte.



Fortaleza, 19 de junho de 2004.

ANTONIO PAIVA RODRIGUES.
.








(Beleza)


Senha: