Guimarães Rosa

Mas quem é que sabe como? Viver... o senhor já sabe: viver é etcétera...
Guimarães Rosa
Saudade é ser, depois de ter
Guimarães Rosa
Esperar é reconhecer-se incompleto
Guimarães Rosa
A colheita é comum, mas o capinar é sozinho
Guimarães Rosa
Viver é perigoso
Guimarães Rosa
Poesia é remédio contra sufocação
Guimarães Rosa
Cada palavra é, segundo a sua essência, um poema
Guimarães Rosa
Pãos ou pães é questão de opiniães
Guimarães Rosa
Quando escrevo, repito o que já vivi antes. E para estas duas vidas, um léxico só não é suficiente. Em outras palavras, gostaria de ser um crocodilo vivendo no rio São Francisco. Gostaria de ser um crocodilo porque amo grandes rios, pois são profundos como a alma de um homem. Na superfície são muitos vivazes e claros, mas nas profundezas são tranquilos e escuros como o sofrimento dos homens
Guimarães Rosa
As pessoas não morrem, ficam encantadas
Guimarães Rosa
Frase em destaque de hoje
30 de outubro de 2020
Morrendo e aprendendo.
Autor desconhecido
Advent Pro
Aclonica
Alegreya SC
Boogaloo
Caveat
Kaushan Script
Alata
Lobster
Dancing Script
Parisienne
Shadows Into Light Two
Mansalva
  • Cadastrar

Fazer cadastro

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.